Gestão de Estoque: organização estratégica e redução de custos


O Estoque é um ponto de atenção fundamental para qualquer empresa, pois é o local que recebe matérias-primas, de onde saem produtos acabados diariamente e que possui conexão com todas as outras áreas. É necessário entender a sua dinâmica e, como reflexo, o funcionamento de sua indústria.

Para compreender melhor essa área, o gestor deve visualizar dois pontos extremos: alto volume de produto estocado significa capital imobilizado e baixa quantidade produzida remete a uma potencial falta de produto para venda.

O objetivo da empresa, portanto, deve ser equilibrar esses dois aspectos, através da análise de informações: histórico de vendas, sazonalidade, modismos, entre outros fatores. Esse controle de dados e gerenciamento é chamado gestão de estoque, cujo foco é a redução de custos e o aumento da lucratividade.

Visando um gerenciamento eficiente é recomendável a utilização de um sistema de controle automatizado, objetivando atingir máxima precisão no manejo dos dados. Além disso, é necessário que haja controle físico e financeiro do Estoque. Através de normas de entrada e saída, o objetivo principal deve ser trazer informações sobre a quantidade disponível de cada item e seu correspondente financeiro.

Implementar tal controle viabiliza a classificação dos produtos através da ferramenta conhecida como Curva ABC, onde os produtos são nichados por nível de importância e de onde conclui-se que cerca de 20% dos itens são responsáveis por 80% do capital empregado, logo esta pequena parcela deve receber a maior atenção na organização do Estoque.

Um indicador importante que pode ajudar não apenas nessa classificação, mas também no gerenciamento é o Giro de Estoque: ele pode ser visto como a velocidade de movimentação do ciclo da mercadoria, que envolve a função de equilibrar compras, armazenagem e entregas. Para calcular esse indicador, é necessário saber o número de estoque médio e o volume de vendas do ano. Por exemplo: Estoque médio = 1000 unidades; Volume anual de vendas = 10000; Portanto, dividindo os valores, essa empresa possui 10 giros por ano.

Considerando que o ano possui 365 dias e a empresa possui 10 giros nesse período, o tempo médio para reposição do estoque é de 36,5 dias. Conhecer esses valores pode trazer diversos benefícios para o gestor: conhecimento da rotatividade dos produtos, visão macro para tomada de decisões, além capacidade de buscar metodologias para diminuir custos de armazenamento.

Sintetizando as informações acima, preparamos a seguir algumas dicas que podem lhe ajudar na Gestão de Estoque:

  • Identificar todas as entradas e saídas, através de processos claros, cujo responsável seja sempre identificado e os valores informatizados por meio de um sistema de controle, que permitirá a criação de relatórios, integração com outras áreas, controle e estimativa de vendas, além de um escopo para decisões estratégicas e redução de prejuízos e erros;

  • Diariamente realizar inventários rotativos, por meio da amostragem de alguns itens, além de inventários periódicos mais cautelosos, para confirmar se a quantidade de itens no sistema coincide com a do estoque físico;

  • Entender quais produtos estão sujeitos a sazonalidade e modismos, a fim de que a compra seja realizada em pequenas quantidades e que sejam liquidados rapidamente. Qual produto faz sentido uma confecção produzir no cenário atual? Vale a pena investir largamente nisso?

  • Manter o depósito e centro de distribuição organizados: é importante utilizar um arranjo físico estratégico, que contribua para o fluxo de mercadorias e movimentação dos materiais, evitando quebras e facilitando o manejo do local.

  • Buscar fornecedores que permitam compatibilizar as quantidades de produtos e prazos de pagamentos, estabelecendo uma cadeia de confiança, para que seja alinhado com o recebimento dos clientes, seu giro de estoque e fluxo de caixa.

  • Ter em vista que 20% de seus produtos representam 80% da vendas. Em um momento de crise, quais são os carros-chefes que você não pode deixar de produzir?

  • Antecipar os passos da empresa. É importante que o gestor seja analítico e não improvise. Entenda qual é a situação da sua indústria no momento e pense estrategicamente.

A Gestão de Estoque envolve diversas áreas do Negócio e reforça a necessidade de entender a demanda do mercado, o planejamento de vendas e o planejamento da produção, visando aumentar exponencialmente o impacto positivo desse gerenciamento.

Otimizar a utilização de recursos e solucionar as dificuldades deve ser o objetivo de qualquer gestor. A Ciclo Consultoria pode ajudá-lo a entender quais decisões estratégicas devem ser tomadas, além de entregar um controle de estoque personalizado e dentro da sua realidade, alavancando seus resultados!


Basta clicar aqui para agendar uma reunião gratuita! Fique ligado nas nossas redes sociais, não perca nenhuma atualização e conteúdos que podem ajudar a melhorar os resultados da sua empresa!

#Estoques #custos #estratégico #gestão

Empresa de consultoria com foco em melhorias e vinculada à Universidade Federal de Pernambuco, com unidades em Recife e Caruaru.