Desperdícios na sua empresa: como identificar?

June 26, 2017

 

Se você chegou até este artigo, provavelmente já presenciou algum momento na sua empresa em que haviam problemas na produção de seu produto ou na execução de seu serviço, seja por falta de estoque de matéria-prima, custos excessivos com materiais ou até mesmo a frequente manutenção dos equipamentos. Contudo, mesmo com os sintomas, foi difícil ou impossível identificar as causas para tais contratempos.

 

Pois bem, esse cenário é antigo no contexto das indústrias, onde sempre existiram problemas que à primeira vista não eram possíveis de identificar, e por isso eles continuavam a acontecer, porque era como se eles estivessem enraizados na produção.

 

Foi quando, em meados da década de 50, que pesquisadores, após grande estudo a partir da observação dos processos da indústria da Toyota, desenvolveram um projeto de melhorias para o sistema de produção da mesma, melhorias estas que hoje conhecemos como a filosofia do Lean, e que nos dias atuais atinge não somente a parte da fabricação, mas também todas as dimensões de uma empresa.

 

O objetivo do Lean é enxugar o processo produtivo, isto é, eliminar os excessos que existem e assim potencializar a eficiência das organizações. Mas para fazer isso, é preciso primeiro identificar as causas dos excessos, certo? Porém, a maior dificuldade dos gestores é identificar essas causas que levam aos contratempos que acontecem durante o processo de manufaturação.

 

Os pesquisadores, ao criar a filosofia Lean, após grande estudo e observação das movimentações dos processos da indústria, perceberam a existência de SETE perdas ou desperdícios, que acontecem por causa de atividades que geram custos e não agregam valor. Assim, eles entenderam que a eliminação dessas perdas traz a estabilidade da eficácia do processo produtivo.

 

Vale a pena ressaltar que os desperdícios afetam também a fidelização dos clientes! Como? Por exemplo, se frequentemente na linha de produção você se depara com defeitos, há mais chances de um consumidor procurar outra empresa que satisfaça melhor as suas necessidades. Isso vale também para um cenário de muitos atrasos na finalização do pedido, que gera atrasos na entrega da mercadoria.

 

E quais são esses 7 desperdícios? Vamos agora dar uma breve explicação sobre essas perdas de empresas e como você pode identificá-las.

 

( As sete principais perdas encontradas em organizações ) 

 

 

1. Superprodução

 

Vamos começar por aquela que é considerada a mais preocupante de todas: a perda por superprodução, causada por produzir além do necessário ou produzir antes do tempo.

 

Você pode super produzir se a sua linha de produção apresentar grandes lotes e o tamanho do pedido for relativamente menor, o que fará com que sobrem produtos acabados em estoque! Também existe o cenário onde acontecem longos tempos de processamento do produto, fazendo com que os pedidos sejam efetuados antes do tempo previsto para assegurar a disponibilidade do mesmo quando o cliente faz uma solicitação, mas essa atitude nem sempre é segura, pois, se o pedido for cancelado ou não efetivado, toda essa produção também entrará no inventário.

 

A superprodução leva a altos níveis de estoque! O que gera outra perda que falaremos mais a frente. Por isso prezamos tanto pela filosofia “just-in-time”, que defende fazer a quantidade certa no tempo certo. É possível que você precise revisar esse conceito na sua empresa.

 

A perda por superprodução é a mais alarmante pois ela mascara os outros problemas na organização.

 

2. Tempo de Espera

 

O desperdício de espera é qualquer geração de tempo ocioso para um funcionário e/ou máquina quando dois processos interdependentes não estão completamente sincronizados, e o próximo processo precisa esperar enquanto o anterior é terminado. Um exemplo de tempo de espera é o tempo em que o produto fica em espera para entrar em um processo.

 

A falta de sincronização pode ser por falta de material (seja matéria-prima ou material em processamento) ou até mesmo velocidades diferentes de produção. Outro motivo para essa falta de sincronização é a questão de falhas na produção, onde são necessários constantes testes de qualidade, retirada de materiais defeituosos, e assim por diante.

 

Enquanto existe tempo ocioso, não se está gerando valor para a empresa, e todo o custo com isso vai sair do seu bolso!

 

3. Movimentação

 

Essa perda diz respeito aos movimentos desnecessários nas atividades de rotina. Por exemplo, quando um funcionário precisa frequentemente se abaixar para alcançar alguma ferramenta ou outro objeto para realizar suas tarefas, ele está fazendo um esforço excessivo, gerando desgaste físico e aumentando o tempo de produção.

 

Imagine agora que exista uma bancada com uma altura apropriada ao funcionário para que ele alcance com mais facilidade tais objetos, não seria mais cômodo e prático? Correto! Aliviaria o trabalho da pessoa e ainda conseguiria reduzir o tempo dessas movimentações aparentemente dispensáveis.

 

Além de trabalhar as questões de ergonomia na sua empresa, otimizar os movimentos também faz com que os processos sejam mais eficientes!

 

4. Transporte

 

Definimos aqui o transporte como toda e qualquer movimentação do produto durante o processo produtivo, desde a entrada da matéria-prima na linha de produção até o produto finalizado. Mas qual a influência desse transporte na produção?

 

Digamos que a forma como as máquinas e ferramentas estão distribuídas, ou seja, o layout da fábrica, faz com que exista um maior número de movimentações e também movimentações mais longas, visto que existe grandes distâncias entre os processos, e você percebe que, por conta disso, o tempo de produção acaba sendo mais extenso. É certo que existe uma desorganização na forma como seu maquinário está dividido e isso precisa de uma atenção especial.

 

Otimizar o seu espaço faz com que os processos se tornem mais rápidos!

 

5. Estoque

 

Como falado anteriormente, a superprodução leva a grandes níveis de estoque. E esse estoque pode ser tanto de matéria-prima e material em processamento, como dos produtos acabados, gerando um estoque muito elevado. São necessários grandes esforços financeiros para manter esses produtos na sua empresa pois estes precisam de espaço e, ao passar do tempo, podem se tornar obsoletos, precisando ser descartados.

 

No estoque os produtos também podem acabar danificados parcialmente, ou até mesmo por completo. Além disso, também é preciso um bom gerenciamento, para que os produtos sejam registrados corretamente e o número de produtos no estoque físico esteja de acordo com o número no sistema.

 

Por isso mais uma vez citamos a importância do “just-in-time” para a eficácia dos processos produtivos.

 

6. Processamento

 

Desperdícios por processamentos acontecem quando é colocado no produto mais do que o cliente pediu! Como assim?

 

Digamos que um cliente pediu uma cadeira de rodas, e sua empresa decide dar uma incrementada e adiciona a ela um elemento especial contra corrosão, quando na verdade essa cadeira muito provavelmente nunca irá se submeter a situações de corrosão.

 

Assim, você gastou mais com material e operários e gerou um custo maior àquele produto. É interessante avaliar até que ponto é construtivo ir além das especificações do cliente.

 

7. Defeitos

 

Desperdícios por defeitos ocorrem quando o produto está fora das especificações que o cliente pediu. Uma grande causa para a formação desses defeitos é a falta de padronização dos processos! Essa padronização é outro ponto que merece atenção.

 

É importante frisar que apesar desse estudo das perdas ter sido desenvolvido em industrias, esses tipos de desperdícios podem ocorrer em qualquer tipo de organização, desde prestadora de serviços até as grandes manufaturas.

 

Conhecer onde esta ocorrendo um certo desperdício é um grande passo para melhoria em organizações, aumentando a fidelização dos clientes!

 

Para mais conteúdos e ferramentas que podem ajudar sua empresa, fique de olho no nosso site.

Compartilhe no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

5 Indícios de que sua indústria precisa de consultoria em engenharia de produção

October 28, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes